0

11.09.16 - Resenha de "And I Darken" de Kiersten White

Posted by Stella on 18:02 in ,
Edição americana. Editora Delacorte Press.
Este é um livro YA (Young Adult) lançado em Junho desse ano nos EUA. Ainda não foi traduzido para o português, mas imagino que não deva demorar para ser. O livro foi bem divulgado lá fora e, inclusive, fez parte de kits em subscription boxes.
A proposta do livro é recontar a história de Vlad O Empalador com o gênero trocado. Ou seja, Vlad III nessa história seria uma menina. O que abre para novas possibilidades e deixa tudo muito mais interessante. Me ganhou aí.
Como será parte de uma série, a narrativa começa com o nascimento da protagonista, Lada Dragwlya (sobrenome que significa filha do dragão/demônio). Ao receber a filha, o pai fica visivelmente decepcionado por seus genes serem fracos ao produzirem uma menina. O capitulo de duas páginas dá o tom da história: essa menina não vai ter uma vida fácil.
Pois bem. O próximo capítulo, para minha surpresa, é o nascimento do irmão mais novo de Lada. Seu nome é Radu e ele é o bebê mais lindo do mundo. O pai não faz a menor questão de ver o filho e a mãe está apática e doente. Radu vem para o mundo sem ninguém. A única pessoa que dedica qualquer atenção a ele é sua babá. E assim vai ser por um bom tempo.
Vlad O Empalador ou Vlad Tepes (em romeno)
Foi então que percebi que essa não era só a história da versão feminina do Vlad O Empalador, mas da jornada desses dois irmãos começando numa infância negligenciada pelos pais, passando pela pré-adolescencia no Império Otomano, até chegar ao desfecho do livro que eu não vou contar. Basta dizer que o livro se passa no tempo entre infância e adolescencia dos personagens. Creio eu que o próximo livro da série trará a fase jovem adulto deles.
Outro personagem relevante no livro é o jovem Mehmed, príncipe Otomano, com quem os irmãos Dragwlya fizeram amizade durante seu tempo vivendo com os Otomanos. Não quero me estender sobre ele, pois sua narrativa já começa no meio do livro e qualquer coisa que eu diga pode ser um spoiler. Na minha opinião, o personagem não agradou. Achei ele chato e arrogante. A autora tenta remediar isso mais adiante, só que não funcionou pra mim. Eu simplesmente detestei-o. 
O que me leva ao ponto baixo do livro: o enredo no meio do livro é muito arrastado, cheio de clichês do gênero (chamado lá fora de TROPE) e um romance que só serviu para diminuir uma personagem que estava me agradando. No ponto alto, o livro retoma o curso inicial e redime o problema que mencionei. Ele termina de uma forma refrescante e sem se apoiar nos mesmos finais YA que todos os leitores do gênero conhecem. Além disso, houve uma pesquisa histórica muito boa para a realização do livro. Esta edição conta com um glossário com os termos reais usados no livro e há uma nota da autora explicando o processo de pesquisa e as escolhas que fez para desenvolver essa história.
Em suma, este é um livro de qualidade e, assim como Wolf By Wolf (que será publicado este mês no Brasil com o título Lobo Por Lobo pela editora Seguinte) traz uma versão diferente da história sem deixar de lado a pesquisa. Acredito que o mercado precisa de mais livros como esses, onde protagonistas femininas podem ser fortes e independentes. Onde o romance não é a coisa mais importante na vida delas, assim como não é na maioria dos livros com protagonistas masculinos. As meninas precisam crescer sabendo que ter um namorado não deve ser prioridade, que elas não devem largar seus sonhos e objetivos por um cara. Dei 4 estrelas para o livro.
Recomendo tanto And I Darken quanto Wolf By Wolf! Leiam!

Copyright © 2009 Wild About My Stuff All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.