4

09.01.13 - Esqueceram o astronauta

Posted by Stella on 18:58 in ,
Todos têm estado tão preocupados com o que os outros estão falando ou fazendo que se esquecem de prestar atenção aos pequenos (?) acontecimentos da vida. Isso tem me irritado. Mas ficar irritada com isso não seria fazer o mesmo que todo mundo está fazendo? Será que em algum momento eu não fiz isso também? Claro que fiz, mas saber disso não me irrita menos.

Estranho perceber que às vezes tudo que uma pessoa precisa ouvir é exatamente aquilo que você nunca deu importância, aquilo que você nunca quis dizer. A gente se esforça tanto pra odiar tudo que esquece das coisas que gosta. Não sei a motivação de todo mundo pra fazer o que faz, mas a minha geralmente é me comunicar, seja lá como for. Eu gosto, gosto mesmo, de falar com os outros, seja pra rir, pra brigar, pra ouvir, pra desabafar, pra trocar ideias. Eu GOSTO dessa interação. Não conseguiria viver isolada numa ilha deserta - exceto naqueles dias. Tenho gostos de diferem um bocado do meu pequenino círculo de amizades, então sempre que tenho oportunidade de falar sobre eles com alguém que curte também, aproveito. E isso às vezes incomoda... 

Se um dia eu chegar pra você falando sobre o livro que estou lendo, sobre um quadrinho que estou viciada, ou uma série, ou uma música, ou seja lá o que for, é porque eu quero interagir com você. Quero que você saiba dos meus interesses e quero saber dos seus. Quase não tenho encontrado ninguém com quem conversar sobre coisas que me interessam... talvez isso venha da profissão, não sei. No meu trabalho eu aprendi a tolerar muita coisa, a ser paciente com os gostos alheios. Conheci muita gente com gostos completamente diferentes dos meus, mas que eram pessoas maravilhosas e divertidas. Estranho como é difícil transferir isso pra minha vida fora do trabalho. Costumo ser muito mais intolerante fora da sala de aula. Não entendo até hoje o porquê, mas te juro que eu tento.

Há dias que me arrependo demais das coisas que falo, de toda informação de coloco aí a meu respeito. Mas depois me bate uma coisa, como se eu pensasse: "Ah, e se eu morresse hoje? Que grande diferença faria se eu disse isso ou aquilo?" E nunca sei como me sentir depois. Deixa eu explicar...
Quando você fala uma coisa, ela tem um efeito sobre a pessoa que recebe a informação. Você não pode controlar esse efeito, porque depende muito de quem está recebendo. A melhor opção seria simplesmente não falar nada. Assim, evitaríamos qualquer tipo de desentendimento. Só que também não é por aí. Se não falamos, também não podemos causar nada de bom. Às vezes você tem uma amiga ou amigo que só precisa ouvir "que legal isso que você fez!" pra ficar feliz por alguns instantes. Será que não é melhor dizer isso do que ficar reclamando da vida? Deve ser... mas pareço ser mais competente em reclamar da vida. Que merda.

Então, aonde eu estava mesmo? Ah é, hoje é dia do astronauta! Parabéns astronautas! Provavelmente as estrelas são mais fáceis de entender que as Stellas. Mas acho que todas explodem no final, em algum momento.



4 Comments


Obrigado por lembrar do meu dia.


As Stellas são mais fáceis de beber.
Quanto ao se comunicar e discutir aquele assunto e aquela série. Bom a internete está ai. Não tem a cerveja gelada e o calor humano, mas ainda restam as idéias.
E só pra constar, é muito mais fácil reclamar da vida do que fazer algo que preste com ela.
Um abraço moça.



Não tentar explodir pode parecer normal...

Copyright © 2009 Wild About My Stuff All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.