3

27.10.09 - Filmes, filmes...

Posted by Stella on 15:04 in
Dedico este post à Gabi, se não fosse por ela, nunca teria visto esses filmes. :)

The Soloist (2009) estréia em novembro.


Dirigido por Joe Wright e estrelado por Robert Downey Jr. (aquele do Iron Man) como o colunista Steve Lopez, e por Jamie Foxx como o Nathaniel Ayers, o músico esquizofrênico que vive nas ruas de Los Angeles tocando seu violino. Baseado no livro de Steve Lopez (The Soloist: A Lost Dream, an Unlikely Friendship, and the Redemptive Power of Music), o filme conta a trajetória e as dificuldades da evolução do quadro da esquizofrenia. Me lembrou muito aquela frase do Pequeno Príncipe; "tu és responsável por quem cativas".
No início eu não dava muita coisa pro filme, sinceramente. Mas foi passando e você acaba se envolvendo com a história do Nathaniel, assim como o colunista se envolveu. No começo ele é só uma coisa que você usa pra passar o tempo, mas depois, se assistido de uma maneira mais analítica, se torna uma obra de arte daquelas que a gente não vê sempre por aí. Tem cenas tão tensas que eu mesma fiquei tensa de assistir, tal é o reconhecimento. Assim, vire e mexe acabamos por "usar" as outras pessoas para algum propósito e um belo dia descobrimos que fomos cativados, assim, sem querer. Acho que é isso que acontece com o Steve Lopez.
É uma história REAL e acho que isso é o que mais impressiona. A realidade é mesmo uma coisa chocante.

Nota: 10



The Answer Man (2009) a.k.a. Arlen Faber estréia em dezembro.


Dirigido por John Hindman, estrelado por Jeff Daniels ,como Arlen Faber e Lauren Graham (ela pra mim sempre vai ser Lorelai de Gilmore Girls). Assim que começa o filme você fica um pouco na dúvida se deveria ter começado a assistir. Várias headlines com o título "Me & God" e você pensa "merda, filme com conteúdo religioso!" Mas quando isso acontece, você tem que ser paciente. Tem que ter calma e continuar assistindo. Assim, se até a metade um filme for ruim, é porque ele é mesmo ruim e não tem salvação, mas você não pode sair dizendo que um filme vai ser ruim só por causa de um mal começo. "De repente melhora...", assim continuei assistindo e estimulei a Gabi a também continuar assistindo.
Valeu a pena. Porque trata-se de um filme pipoca divertidíssimo, que inclui ótimos diálogos e prende bastante a atenção. Assim, não é algo que eu classifique como melhor filme do ano, mas é válido. Às vezes é um pouco previsível demais, o final deixou a desejar, mas o que vale é geral e no geral é muito bom. Dá pra sair do cinema repensando certos conceitos, se você for do tipo que curte repensar conceitos. Mas também dá pra ser uma boa pedida pra um programa legal. ;)

Nota: 8,5

Gente, deixando claro que essas são as MINHAS opiniões sobre os filmes. Não deixe de assistir nada porque alguém te disse que é ruim nem só assista porque alguém te disse que é bom. O melhor filme é aquele que você pega pra ver sem expectativas. :) Boa semana pra todos.

3 Comments


Parecem ser ótimas dicas.

Quando alguém me pergunta se um filme é bom, sempre respondo: "eu gostei ou eu não gostei" justamente por ser opinião minha.

Bjs


Baseado em fatos reais sempre vale a pena.


Depois de Iron Man e Sherlock Holmes, estou querendo ver muitos filmes com esse cara rsrs

Eu tb só consigo ver a Lauren como a Lorelai, que coisa hein?

Gostei das resenhas. :D

Bjs

Copyright © 2009 Wild About My Stuff All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.