12

17.07.09 - Plástica obsessão

Posted by Stella on 17:37 in

Jean Jacob Sand. As Moças Talese. Livro de anotações.

Se existe uma classe interessantes de pessoas sobre as quais falar, essas seriam a classe das moças Talese. Elas não eram apenas moças comuns. Eram minuciosamente treinadas para realizar toda e qualquer tarefa que lhes fosse designada. Sabiam cozinhar, costurar, limpar, lavar, passar, escrever, descrever, pintar, cantar, compor... os verbos não terminam nunca. Havia algo peculiar nessas moças. Pois, apesar dos múltiplos talentos, pareciam sempre tão infelizes quando faziam os passeios pela cidade. Não se podia olhar muito para seus rostos, pois, diziam que poderia ser tragado por eles e passar o resto da vida acometido pela loucura. É claro que isso não era verdade e não fazia o menor sentido, mas ninguém conseguia evitar de perguntar o que será que se passa na mansão dos Talese, para produzir moças tão belas e hábeis, mas ao mesmo tempo tão infelizes. Seria a rotina rígida de aulas, exercícios e treinos? Não se sabe. Elas não falam mais que o necessário com ninguém. Só conversam quando é isso que deve ser feito e o assunto nunca é particular, é sempre algo impessoal e inteligente. Tenho a estranha impressão de que aquela mansão fabrica moças perfeitas para casar. Um dia, eu terei a oportunidade de conversar com uma dessas moças e tenho certeza que conseguirei arrancar alguma informação sobre tão misterioso lugar.

.
.
.

Ontem consegui conversar com uma delas durante uma festa particular na casa dos Talese, para a qual consegui ser convidado devido aos meus contatos importantes na cidade. Não sei como descrever o que presenciei, mas tentarei ser breve.
Sarah Talese foi a moça com quem pude conversar durante poucos minutos sobre literatura. Ela deve ter menos de 18 anos e agia como uma senhora de muito mais idade. Não transbordava juventude como as outras moças de sua idade. Sabia tanto sobre qualquer autor que eu citava que tenho a impressão de que ela conhecia todos os autores da nossa época. Quando tentei perguntar sobre sua educação dentro da mansão a única resposta que obtive foi: "Me foi dada a melhor educação que uma jovem poderia desejar." Assim, ela se despediu e se juntou ao grupo de irmães para deixar a festa. Durante toda a conversa tentei olhar bem fundo nos olhos dela e antes eu fosse tragado pela loucura. O que vi foi bem mais assustador. Ela parecia olhar para o nada. Tinha olhos de pedra. Penso se dentro dela havia algum sentimento. Qualquer sentimento.
Ela me lembrava uma pintura...
Acho que estou obcecado por ela.

..................................................................

Autora: Stella Rodrigues Rosemberg.
Só porque talvez não tenha ficado muito claro... rs

12 Comments


Huhum, já passei 3 semestres em uma faculdade e vi que ela abre o leque de conhecimentos e de amizades. Espero me dar bem nessa nova empreita, rsrs.

E esse texto, é um trecho de algum livro? Se sim, qual é? Achei legal...

BEIJO


Não é de livro nenhum. :)
Eu que escrevi. Obrigada. ;)
Aproveita a faculdade nova, então!!!
Beijos! Volte sempre!


OOOOOOOOOOOOOOOOOWwwwwwwwwwwww menina
rsrrsr
Não duvidei da sua capacidade, em momento algum? é que achei que tinha um início e um fim, sabe, como se fosse trecho de livros.... PERDÃO!!!!!!


Não sei nada sobre essas moças.Vou procurar saber tá?

Mas lendo o seu texto, bem bacana como os outros, pude perceber e refletir sobre uma coisa!

Até que ponto é interessante ter àquela gama de conhecimento e ter os "olhos de pedra"? Não ter sentimentos!!

Tudo que é demais é demasiado chato, essa é a verdade.

[a barba tá grande não é por preguiça não...rss]


Hum, tudo resolvido agora, rsrs.
E saiba que o livro ficaria perfeitamente bem, com certeza...
BEIJO


Belo miniconto (?) hehe Envolvente como ouvir um boa história d u mbom contador delas. COnhecimento de nada serve se subir "a cabeça" ou esvaziar o coração. Ah, discordei de metade do seu coments (risos).
AManhã às 16h entra um miniconto no meu lar hehe. beijos Stella


Dizem que o conhecimento afasta as emoções. Talvez seja verdade...

Excelente texto.

Bjs


Uau Stella!

Adorei, vc escreve muuito bem. Escreva mais histórias assim, pensando bem, escreva a continuação sobre as moças Talese.

Nooossa, gostei muito.

PARABÉNS.

Quero ler mais hein? hehe

Bjs


nossa...elas são tão Submisas assim?

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

vlw


Obrigada a todos pelos comentários. :)

Voltem sempre.


Ah, entendi agora...rs Não atualizou, em meu blog, essa postagem.

Uau. Então é seu! Vc escreve muito bem; a narração não cansa e desperta curiosidade...

Copyright © 2009 Wild About My Stuff All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.