12

10.07.09 - Saudades...

Posted by Stella on 23:12 in ,

O que eu mais sinto falta é daquela pessoa que eu costumava ser. É da pessoa que ria à toa, do sorriso bobo por qualquer bobagem. O que eu mais sinto falta é daquele pensamento bom. De pensar que tudo ia ser melhor, que um dia eu ia rir de tudo. O que eu mais sinto falta é de não sentir falta. É de quando eu pensava que aquele mundo não ia fazer diferença.

Essa falta não é de ontem, nem de anteontem, mas de muito tempo atrás. De quando era simples inventar brincadeiras, inventar estórias e histórias, dizer que brigava pra sempre e voltar ao normal dez minutos depois. Olhar no espelho e achar que um dia eu ia crescer e ficar igual a mamãe. Pensar que trabalhar era uma coisa que ia acontecer naturalmente, que não daria "trabalho". Achar que paz mundial era algo que Papai Noel podia trazer. Sinto falta da inocência. Sinto falta daquelas brincadeiras, daquelas pessoas, daquela pessoa que eu costumava ser. Eu sei que muito daquela pessoa ainda está em mim, mas como não é tudo, eu sinto falta. Eu compreendo demais a minha ingenuidade pra ser quem eu era... a pessoa que eu costumava ser acreditava em todo mundo, não era uma pessoa fácil, mas também não era assim tão complicada. Era um projeto de gente que não se adequava a nada e tinha um mundinho lindo só seu. E hoje que eu percebo não ter mais esse mundinho é que caiu a ficha e eu senti falta.

No final das contas acho que tudo isso tem a ver com aquela máxima de que só valorizamos algo quando perdemos. Eu quis tanto crescer logo que tenho a impressão de ter ficado velha cedo demais.

12 Comments


Você me fez lembrar algumas linhas que escrevi relatando momentos bons da inocência no passado. Foi até bom, porque pretendo procurar no outro pc e quem sabe seguir adiante com essa nostalgia.

Seu blog é bacana =)

Bjs


Aaah, que lindinha!!!

Eu tb sinto tanta falta desse tempo em que tudo parecia bem, pois éramos crianças e não despejavam os problemas nas nossas cabeças...

Bjs.


Acho q todos nós sentimos falta!! pelo menos tb sinto muita falta!! Mas como não podemos voltar no tempo... pedemos apenas tentar resgatar um pouco dessa pessoa que um dia nós fomos!!

bjs


Tudo tem seu lado bom e seu lado ruim, né? Tem dias em que estamos mais saudosistas, e é reconfortante reverenciar momentos únicos que passaram. Mas tenho certeza, que assim como eu, você faz do seu mundo hoje, o melhor que ele pode ser.
Que as boas lembranças nos façam sorrir sempre, mas, antes de tudo, nos façam ser cada dia melhores!
Obrigada pelo recadinho carinhoso. Adorei seu canto e sua visita!
Beijocas


Como eu queria umas horas do meu dia pra voltar a viver esse tempo, como seria perfeito. Nesses e em outros momentos eu percebo, que as lembranças não alimentam a alma por completo, apenas esconde a sua fome insaciável.


Que gracinha a fotinha, amei!
Eu tbm sinto muita falta desse tempo, parecia que as responsabilidades eram menores e nós nem sabiamos o significado da palavra futuro! Mas o importante é viver todos os momentos intesamente de modo que fiquem só as lembranças boas...

Um bom final de semana pra vc!

Bjs


Não volta né? Mas é assim mesmo, por isso é interessante viver bem, cada minutinho, sendo BOM, pra láááá na frente sentirmos orgulho.

E obrigado pelos Comentários, adorei. Aquelas teorias a qual se referiu são bem legais e tbm gosto.

ótimo FDS..bjs.


Oi Stella, o livro é justamente o que eu fiz propaganda lá no blog, o Toda Garota Quer. Eu já li, e é bem legal. Lá tem o link pra baixar...

Bjs


Boas linhas Stella! SInto falta de alguns heróis caídos... Daquelas pessoas da infância que sabe Deus onde está, nem o orkut encontrou... sinto falta, sim, de mim muitas vezes, mas na maioria não. Por mais avançado que eu era, nunca crsci rápido demais. beijos seguirei-te


Obrigada pelos comentários.
Voltem sempre! ;)


Mas sempre será assim: quando pequenos, queremos se grades, e vive versa... O bom é aprender a conviver com cada fase da vida, aproveitando bem cada momento.

Adorei a fotinha, rsrss.

BEIJO


Ao meu querer!
Dias noites, estações esquecidas
Inventei sonhos para sonhar
Lavei mágoas, dores perdidas

Uma árvore toca as águas da lagoa
O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
Um Melro negro solta um pio ao acaso
A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


Convido-te a ver a Cor da Claridade


Doce beijo

Copyright © 2009 Wild About My Stuff All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.